sábado, 16 de junho de 2007

Demoliram a casa de minha avó

Demoliram a casa de minha avó
Casa de madeira e de sol e de sombra
Casa de domingo com pátio
de churrasco e esconde-esconde
Pátio de tatu-bola e de lagartas aladas

Para construir seis andares
Com quatro apartamentos cada
Com dois dormitórios cada
Demoliram a casa de minha avó
E agora não sei mais
Onde guardar minha infância

5 comentários:

Camila disse...

Tu devias é fazer publicidade, pois bem sabes fazer propaganda de ti. Só para mostrar blog novo é que o senhor reaparece, né?

Pelo menos, é para algo que preste.

Hihihihihihi.

Espero, então, que eu não precise mais portar tua ausência daqui para frente.

Beijos.

Música e Poesia BR disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Música e Poesia BR disse...

Pô, pena, não conheci a casa da tua avó!

Cara, o vídeo do mano sabotage tá rolando agora. Esses lances dos códigos pra postar vídeo as vezes complicam.

Abração! "Tem três gravadora nas bota do cara"...

Yerko.

musicapoesiabrasileira.blogspot.com

Loly disse...

Pô, pena, não conheci a casa da tua avó![2]


hahahahaha... Tinha que ser de Yerko!

Taíme disse...

Muito bom!!!